Ennio morricone dulce pontes renascer testo



O meu fado


É um mastro


Uma torre;


Uma cruz de fogo


Que sempre me dói.


Que tempo nos dão


Se a pátria-canção


É barco à deriva


Sem mar, sem herói?


Tanto bate


Na pedra mais dura


A água mais pura


Do meu coração,


Que o tempo me diz


Ao ser aprendiz:


O amor, afinal, nunca será em vão.


Ô meu Deus


O que fizeram os homens?


Secaram teu rio-mãe,


Profanam teu ser...


Silêncio nos Céus!


Deus emudeceu


E o Seu novo canto fará renascer!