Sal Da Vinci Testi

Sal Da Vinci Cose/Coisas Testo

Il mio corpo arreso al tuo sapore

Il tuo con solo addosso il mio maglione

Inattesi gesti senza nome

E senza un senso

E senza darti peso

Le ordinarie ma adorate cose d’amore

Il tuo soffio è sul viso

Per farmi vento.

Minha blusa que você adora e é um pano sem nenhum valor

O jornal que você guarda ao ler

Se tanta coisa lembra o nosso amor

E o mundo gira em nós

E tão longe e perto gira, gira

E sempre que o mal girar pro bem

Alguém encontrará alguém.

São as coisas com que se constrói o mundo

Esse mundo onde escolhemos abrigar o nosso amor.

In mezzo a tante cose

Cose perse e sperperate

E così si volta il mondo

Per guardarle andare

E’ così che gira il mondo.

Basta um livro que eu leio hoje

E que você um dia também leu

Um sapato antigo que eu tinha

E que combina tanto com o seu.

Coisas que a gente nem pensa

Que são tão imensas

São a parte de nós

Fotos e bilhetes quando estamos sós

Juntos numa mesma voz.

Essas coisas são a vida que vivemos

Mas que nunca percebemos

Por estarmos sempre presos

Ao que o passado era

Coisas que pensando agora

Que escrevem nossa história.

Sono il solo segno che quaggiù

C’è vita

O che ci fu.

Cose

Con le quali è fatto il mondo

E sul mondo noi facciamo

Rotolare il nostro amoré.

Se a gente pensa

A nossa grande obra são as coisas.

E così si volta il mondo

Per guardarli andare

E così che girerà

E gira e gira o mundo.